Oops, an error
Loading. Please wait.

Lusiadas ukulele

by Anaquim
29 views 1 this week
no commentswrite comment
1 2 3 4 5
3 more votes to show rating
add to favorites
×
Save as Personal and add changes to this tab that will be seen only by you. Learn more ›
×
You can save this tab as Personal to edit and correct it or add notes. All changes will be seen only by you. Learn more »
launch autoscroll
font size
0
reset
transpose
0
reset
simplify chords
display chords
guitar tuner
edit
Autoscroll
slow
fast
+/-
esc
set tempo
stop
Difficulty
Strumming
There is no strumming pattern for this song yet. and get +5 IQ
D G A
D	          Bm7
Este é o nosso triste fado
E	                           A 		G# G
Do vamos andando e do pobre coitado
F#	                         Bm
Velha canção em que a culpa é do estado
F	                       A
Por ser o espelho do reinado
D			Bm7
E a história por mais do que uma vez
E			A		G# G
Foi mais cruel que a de Pedro e Inês
F#			Bm
Levou-nos o que tanta falta nos fez
F		A 		A#
Sem deixar razoes ou porquês
Bm
Temos fuga ao fisco estradas de alto risco
E
Temos valiosos costumes e tradições
D
Que eu não percebo se nos maldizemos
A          A#
Quais as razoes
Bm
Temos Chico espertos burlas e protestos
E
Temos tantos motivos para sorrir
D
Que eu nem imagino qual será a desculpa
A
Que vem a seguir

Refrão:

D  		C#
Gosto tanto deste país
D	C#    C            B
Só não entendo o que o faz feliz
E
Se é rir da miséria de outros quando a vemos
     A
Ou chorar da nossa própria quando a temos
D 	           C#
Gosto tanto deste país
D        C#  C                            B
Só não entendo quando ele se diz
E
Senhor do futuro maduro duro mas seguro
A                          D
E eu juro que ainda não o vi

(aqui os acordes são iguais aos da segunda parte do primeiro verso - começa em Bm)

Os queixumes, sei-os de cor
Endereçados a nosso senhor
Intercalados com suspiro ou dor
De um bom sofredor
Dentro de momentos seguem-se os lamentos
Não há dinheiro para os medicamentos
Não há dinheiro para tanto sustento
Tão longe vão outros tempos

Gosto tanto deste país
Só não entendo o que o faz feliz
Se é rir da miséria de outros quando a vemos
Ou chorar da nossa própria quando a temos
Gosto tanto deste país
Só não entendo quando ele se diz
Senhor do futuro maduro duro mas seguro
Eu juro que ainda não o vi

Suggest correction
Creating personal tab
Creating personal tab
You can edit any tab online and save it as your Personal.

You can edit, replace or remove any tab part or add personal notes – all changes will be seen only by you.

Personal tabs can be accessed anytime from any device, even offline.
Learn more »
Give kudos to tab author, rate the tab!
1 2 3 4 5
comments
print report bad tab
guest
Wanna post a correction for this tab? Suggest correction