Oops, an error
Loading. Please wait.

Ao Soldado Desconfiado ukulele

by GNR
38 views 6 this week
no commentswrite comment
1 2 3 4 5
3 more votes to show rating
add to favorites
×
Save as Personal and add changes to this tab that will be seen only by you. Learn more ›
×
You can save this tab as Personal to edit and correct it or add notes. All changes will be seen only by you. Learn more »
launch autoscroll
font size
0
reset
transpose
0
reset
display chords
guitar tuner
edit
Autoscroll
slow
fast
+/-
esc
set tempo
stop
Strumming
There is no strumming pattern for this song yet. and get +5 IQ
email: jeremias.o.fora.da.lei@gmail.com

GNR - Ao Soldado Desconfiado

Em               Bm              C        F#
  Diz-me se és o meu reflexo, Oh fonte vulgar
  Em                     Bm          C            F#
  Diz-me onde esconder a arma que eu soube enferrujar
  Em                   Bm        C                      F#
  Castro com castro edificas, eu castro o gesto a que incitas
  Em                   Bm         C           F#
  Estátua de orgulho gelada sobre esta água parada

C            G               Dm          E               C
  O vento de amanhã quando soprar desagregará o tempo presente
                 G              Dm              E               C
  A memória da batalha clássica foi-se, a bandeira ser-me-à indiferente
                G             Dm     E            C
  Vim para devolver as cidades aos intoxicados da terra
           G             Dm          E
  Será nos gabinetes que se ditará a nova guerra

Em               Bm            C        F#
  Sempre que fui combater rastejei pelo chão
  Em             Bm            C                   F#
  Onde nem a beladona cresce tocando o musgo com a mão
  Em            Bm        C          F#
  Descarnado de alma, mas mantendo a calma
  Em    Bm   C          F#
  Dilacerado esforço em vão

C                G        Dm      E          C
  O vento de amanhã esfuma os viciados do controle
                   G            Dm     E         C
  O cheiro a carne assada humana será uma recordação
                 G         Dm      E           C
  Nem mais um soldado anónimo dormirá neste caixão
               G           Dm      E           Em
  Sonhando arrogante com o nome da sua batalha banal

Em Am D Bm (x4)

C            G               Dm          E               C
  O vento de amanhã quando soprar desagregará o tempo presente
                 G              Dm              E               C
  A memória da batalha clássica foi-se, a bandeira ser-me-à indiferente
                   G            Dm     E         C
  O cheiro a carne assada humana será uma recordação
                 G         Dm      E           C
  Nem mais um soldado anónimo dormirá neste caixão
    G          Dm          E                 C
  Sonhando arrogante com o nome da batalha banal

G Dm E Em

            
            
Suggest correction
Creating personal tab
Creating personal tab
You can edit any tab online and save it as your Personal.

You can edit, replace or remove any tab part or add personal notes – all changes will be seen only by you.

Personal tabs can be accessed anytime from any device, even offline.
Learn more »
Give kudos to tab author, rate the tab!
1 2 3 4 5
comments
print report bad tab
guest
Wanna post a correction for this tab? Suggest correction